De Professora de Português a Designer de Interiores

Como o Design de Interiores veio parar na minha vida?

Quando estava escolhendo minha profissão, antes de entrar pra faculdade, fiz um teste vocacional e adivinhem qual foi o resultado?

Mas antes deixa eu contar uma pequena história…

Desde pequena eu gostava de desenhar e de pintar. Quando eu ia passear na casa da minha avó paterna, no bairro da Sagrada Família, em Belo Horizonte, ela me ensinava a pintar e a costurar – minha avó era muito prendada… pintava, bordava, costurava e dava aulas de artesanato em casa. Ela me ensinou a fazer pintura em tecido e também gostava de recitar poesias para que eu escrevesse em um diário… boas lembranças e muito aprendizado de forma lúdica!

Meu pai desenhava muito bem e minha mãe sempre fez de tudo um pouco: costurar, bordar, fazia bijuteria e artesanato. Tudo que queria, ela mesma aprendia e fazia em casa. Sou de uma família com muitos dons e a arte, de certa forma, sempre esteve presente!

Na época de escolher a profissão, logo após o término do ensino médio em que me formei Técnica em Edificações pelo CEFET-MG, eu me sentia um pouco perdida – acho que como qualquer jovem nessa fase! Eu gostava da ideia de ser decoradora – naquela época ainda não se falava Designer de Interiores… mas confesso que aquele mundo não fazia parte da minha realidade, pois “DECORAÇÃO” era somente para pessoas ricas! Então… voltando ao teste vocacional – que apesar de ter dado como resultado: DECORAÇÃO – eu acabei escolhendo o curso de LETRAS, que tinha mais a ver comigo, pois eu sempre gostei de ler e gostava de estudar Inglês, assim como de dar aulas também (embora para minha surpresa eu tenha escolhido cursar Língua Portuguesa hehehe).

Pois é, minha gente, eu me formei professora de Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Minas Gerais, com muito orgulho!

Amo minha língua!!! Durante vários anos, lecionei em várias escolas de São José dos Campos e região, tive alunos maravilhosos a quem eu tive o privilégio de ensinar a tão temida Gramática kkkk, Literatura e Redação.

Porém, eu sentia que apenas ensinar não me preenchia mais totalmente… eu queria mais  e não sabia exatamente o que!

Mas o desejo de trabalhar com decoração de ambientes, hoje, design de interiores, sempre me rondava. Quando estamos insatisfeitos, somos capazes de inovar, mudar e nos construir aos poucos, pois o grande desafio da vida é não se satisfazer com as coisas como estão e quem assume este compromisso constrói uma existência mais significativa e gratificante.

Bem… os anos se passaram, mas foi quando eu adquiri meu primeiro apartamento, e tive a oportunidade de decorá-lo, é que o desejo de estudar e trabalhar com decoração veio com força total e aí que eu descobri minha verdadeira vocação: decorar.

Algum tempo depois, cursei Design de Interiores na Escola Panamericana de Arte em SP (comecei o curso na mesma semana em que descobri que estava grávida do meu primeiro filho) e fiz outros cursos presenciais e à distância e estou em processo de aprendizado até hoje, pois ninguém sabe tudo, não é verdade?

Muitas vezes ignoramos as dicas que a vida nos dá sobre o que devemos fazer. No meu caso, acho que não dei ouvidos a ela, pois foquei na realidade que me cercava. Já ouviu falar em crenças limitantes?

Eu não acreditei que poderia fazer a diferença no meio em que eu vivia!  Foi aí que deixei de lado a minha vocação e adiei meus sonhos!

Não deixe que isso aconteça com você! Acredite nos sinais que a vida lhe dá o tempo todo!

Hoje eu não só acredito mas mostro por meio do meu trabalho que o Design é para todos os bolsos… morar bem, com conforto, numa casa bem arrumada não é só para pessoas abastadas!

Então… essa é minha história com o Design e essa sou eu: uma apaixonada por cadeiras (principalmente as miniaturas) e um dos meus passatempos prediletos é visitar lojas de móveis – e estou realizada, acredite! kkkk

Se eu consegui dar a volta por cima, VIRAR A PÁGINA aos 40 anos, qualquer um consegue! Quer VIRAR A PÁGINA também? Vem comigo!

Mil Beijos, 

Ju Oliveira

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

Fechar Menu